Vivaldo Moura Neto

VIVALDO MOURA NETO

 

Cv lattes: http://lattes.cnpq.br/4692980070480625 

e-mail: vivaldomouraneto@gmail.com 

 

Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IECPN)

 

Projeto

DESENVOLVIMENTO DE PLATAFORMA PARA O DIAGNÓSTICO DE NEOPLASIAS ATRAVÉS DE BIÓPSIA LÍQUIDA: CORRELATOS COM A CELULARIDADE E BUSCA DE CITOCINAS INFLAMATÓRIAS

 

Resumo de divulgação científica

O câncer é responsável por uma em cada oito mortes ao redor do mundo, englobando mais de 100 doenças distintas. As biópsias sólidas são o padrão ouro no diagnóstico de neoplasias e permitem tanto a definição histológica da doença quanto a revelação do perfil genético do tumor, porém, se trata de um procedimento invasivo, por vezes de alto custo, que pode acarretar complicações clínicas. Uma nova metodologia, a biópsia líquida é baseada na análise de células e DNA do tumor circulando no sangue, podendo fornecer as mesmas informações genéticas que a biópsia de tecido. Muitos tumores, incluindo de ovário, pâncreas, pulmão e cérebro estão localizados em sítios inacessíveis e, dessa forma, amostras não podem ser obtidas por biópsia de tecido. O objetivo do nosso trabalho é o desenvolvimento de uma plataforma de diagnóstico com base na genotipagem de amostra de biópsia líquida obtidas de pacientes com câncer de mama, oral, pâncreas, sarcomas ósseos, hepatocarcinomas, previamente diagnosticados por biópsia, para análise de mutações em genes já descritos para esses tumores através da metodologia de PCR digital. Vamos também buscar quais são as moléculas de ação inflamatória que estão circulando. Duas informações importantes para um bom diagnóstico do câncer.

 

Equipe

Daniela Capra – Doutoranda

Geralda Santos Cardoso – Técnica de nível médio

Luciana Pessoa – Pós-Doutoranda

Lucy Wanjiku Macharia – Pós-Doutoranda

Nathalia Brito – Pós-Graduação

Priscila Conrado Guerra Nunes – Doutora

 

Colaboradores

Natália Roque – Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IECPN)