top of page

Animação promove atividade física contra o câncer

Com o objetivo de chamar a atenção sobre a importância do exercício físico na prevenção do câncer, o Programa de Oncobiologia da UFRJ acaba de lançar a videoanimação "Relatos de um sedentário". O vídeo foi concebido para o público em geral - jovens, famílias, educadores e profissionais da saúde interessados no tema da promoção da saúde - é acessível para surdos, e conta também com uma versão audiodescrita, para pessoas com deficiências visuais. E está disponível no canal do Youtube do Programa de Oncobiologia, clique aqui para acessar a versão para ouvintes e surdos, e clique aqui para a versão com audiodescrição.


O filme narra a história de um personagem que passa o dia comendo pizzas, bebendo refrigerante e curtindo jogos no videogame, quando uma pane elétrica mistura realidade e ficção, e lança o sedentário em uma aventura com obstáculos e aliados na luta contra a obesidade e câncer.


"Os jovens sempre imaginam o câncer como uma doença da terceira idade, mas é exatamente nessa época da vida que os adolescentes adotam certos hábitos de vida, como o cigarro, o sexo sem proteção ou a exposição excessiva ao sol, e que terão repercussão em seu futuro. E eles nunca param para pensar sobre isso", afirma a jornalista e pesquisadora Claudia Jurberg, que coordenou a realização do vídeo.


"A obesidade aumenta o risco de desenvolvimento e progressão do câncer", afirma o biólogo Franklin Rumjanek, professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro e diretor científico do Programa de Oncobiologia. "Os resultados mais recentes sugerem que o microambiente do tecido adiposo contém agentes que favorecem a proliferação das células, além de produzir também compostos pró-inflamatórios, que parecem predispor células à transformação tumorigênica", afirma.


"Os trabalhos que relacionam exercícios físicos e prevenção do câncer indicam que há necessidade de explorar mais as pesquisas e investigações. Embora ainda não se tenha muitos dados, o treinamento moderado envolvendo musculação e exercício aeróbico melhora os sintomas associados à fadiga causada pelo câncer. E de maneira geral, o exercício melhora a qualidade de vida dos pacientes e também ajuda na recuperação nos casos em que o câncer requer tratamento cirúrgico", conclui o cientista.


"Relatos de um sedentário" é uma produção do Núcleo de Divulgação do Programa de Oncobiologia com o apoio do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis da UFRJ, e recursos da Fundação do Câncer e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ).


Videoanimações na prevenção contra o câncer


O vídeo que acaba de ser lançado soma-se a outras cinco videoanimações para promoção da saúde que estão disponíveis ao público, no canal do Programa de Oncobiologia da UFRJ, contando breves histórias de ficção relacionadas ao câncer. Todos os vídeos são acessíveis às pessoas surdas e cegas.


"Os vídeos produzidos pelo Núcleo de Divulgação já foram testado com inúmeros grupos de escolares, incluindo surdos e cegos, e a compreensão foi surpreendente, gerando debates e conversas sobre fatores de risco associados ao câncer, entre outros temas correlatos, alcançando assim nossos ideais de comunicação", diz Claudia Jurberg.


Na videoanimação “Do álcool e seus demônios”, o personagem principal conhece os efeitos do consumo de bebidas alcoólicas, e o espectador tem a oportunidade de refletir sobre os impactos da propaganda no consumo de bebida alcóolica e escolher entre dois finais diferentes. “Amor em tempos de HPV“ aborda a importância do uso da camisinha. “Cem anos de intoxicação” fala sobre os alimentos ultraprocessados e sua relação com o câncer. “Jogo de uma morte anunciada” conta a história de um jovem e sua relação com a indústria do tabaco. “Memórias de minhas pintas tristes” mostra o encontro entre duas pintas e procura tirar dúvidas sobre os tipos de câncer de pele.


"Relatos de um Sedentário" - versão ouvintes e surdos



"Relatos de um Sedentário" - versão com áudiodescrição



Por Rosa Maria Mattos, jornalista do Núcleo de Divulgação do Programa de Oncobiologia

bottom of page